Argentina Cafayate

Vinícolas para visitar em Cafayate

Em Cafayate, existe um ditado popular que diz: “si viniste a cafayate y no tomaste vino, a qué vino?“. Em português, seria algo como: “se você foi para cafayate e não tomou vinho, por que foi?”. O ditado já diz tudo, né?! Conhecer as bodegas – como as vinícolas são chamadas por lá – é praticamente uma obrigação dos viajantes.

A cidade tem apenas 12 mil habitantes e, mesmo sendo um povoado pequeno, os turistas podem encontrar várias opções de bodegas para visitar. Praticamente toda a atividade econômica de Cafayate depende dos trabalhos nos vinhedos e, sabendo disso, conversamos com os cafayateños para descobrir o que os vinhos da região têm de tão especial e onde ir para degustá-los.

Torrontés, o carro-chefe

Cafayate está localizada nos Valles Calchaquíes, uma lindíssima região de vales e montanhas do noroeste argentino. Devido à altura em relação ao nível do mar –  1.700m – e à amplitude térmica, os dias por lá são mais quentes e secos e as noites mais frias. Essa combinação é perfeita para a produção da uva branca Torrontés, típica desse vale. Os vinhos brancos de Cafayate são considerados mais doces e secos, simplesmente uma delícia. Lá também são produzidas outras variedades de uvas, como Malbec e Cabernet Sauvignon. Mas, a estrela é mesmo o Torrontés.

Bodegas que você não pode deixar de visitar

O legal de visitar as vinícolas de Cafayate é que você pode fazer praticamente tudo caminhando ou alugando uma bicicleta. A cidade é rodeada por vinhedos lindos e as bodegas oferecem visitas e degustação todos os dias. Tem até produção de vinho orgânico. Entre tantas opções, resolvemos dar uma ajudinha para quem pensa em visitar a região, mas tem pouco tempo.

Recomendamos aqui dois passeios com estilos e focos bem diferentes: a vinícola Vasija Secreta, mais tradicional e comercial; e a Las Nubes, mais exclusiva e familiar.

Vasija Secreta, também chamada de La Banda

É a primeira bodega de Cafayate. Está localizada a 10 minutos de caminhada do centro e tem mais de 100 hectares de vinhedos, com uma vista incrível para as montanhas. Começou como uma pequena produção familiar e hoje exporta seus vinhos para diversos países. E o melhor é que eles oferecem visita e degustação gratuitas. Não é necessário agendar, apenas fique atento ao horário de fechamento às 17h. Os vinhos da Vasija Secreta custam a partir de 60 pesos (em torno de R$ 25) e lá você irá, sem dúvida, pagar um preço melhor do que em qualquer mercado. Depois da degustação, aproveite para caminhar pelos vinhedos curtindo a vista ou fique por ali mesmo tomando um vinho no restaurante do local.

vinicolas-visitar-cafayate-vasija-secreta

Vinhedos da Vasija Secreta

 

Finca Las Nubes, também chamada de Bodega José L. Mounier

Depois de conhecer a vinícola mais tradicional de Cafayate, decidimos buscar uma mais familiar. Fomos recomendados a conhecer a Las Nubes e amamos. Ela é bem pequena e está um pouco mais afastada do centro, a 5km em direção ao pé das montanhas. Alugamos uma bicicleta por 120 pesos pelo dia (em torno de R$ 50), levamos bastante água, nos enchemos de protetor solar e partimos. Parece exagero, mas você estará subindo em direção às montanhas em um clima muito seco, abaixo de muito sol e a quase 2.000 metros acima do nível do mar. Vale ir parando no caminho para se hidratar, descansar e apreciar a vista dos outros vinhedos que você vai encontrar na estrada. As visitas acontecem somente até as 17h e nós recomendamos que você agende um dia antes, por ser uma bodega menor e menos comercial. Os vinhos de lá são mais exclusivos e custam a partir de 90 pesos – em torno de R$ 40. Já a visita com degustação custa apenas 15 pesos – em torno de R$ 6.

Lá você vai ter um vista muito especial de Cafayate, com lindas montanhas e vinhedos ao redor. O caminho de volta também é repleto de belas paisagens e a gente aconselha que você faça diversas paradas para descansar e apreciar a natureza. O passeio inteiro leva em média quatro horas.

vinicola-las-nubes-cafayate

Las Nubes

 

cafayate-las-nubes-vinicola

Vinhedos da Las Nubes

 

Depois de experimentar o Torrontés de Cafayate, não espere harmonizá-lo com algum prato leve ou com frutos do mar, por exemplo. A gastronomia do norte argentino é tudo, menos light. Lá você vai apreciar um belo vinho branco, provavelmente, bem acompanhado pelas empanadas salteñas ou o locro – prato típico feito à base de milho.

– ASSISTA AO VÍDEO: “Vinho e cultura norteña em Cafayate, Salta.” –

Deixe seu comentário e conte pra nós o que você achou deste post. Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão? Fale conosco através do e-mail contato@mundoavolta.com

Você Também Vai Gostar

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário